0800 723 0022

     
slide 1


Depoimentos

Hospital Adventista recebe selo de distinção em Terapia Intensiva:

Data: 21 de dezembro de 2016 - Categoria: Destaque, Hospital, Qualidade

A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Adventista de Belém (HAB) é a terceira instituição do Brasil e a primeira do norte e nordeste do país com selo de distinção. E mais, em sua primeira avaliação foram considerados 178 ítens e o HAB já recebeu o nível platina. O que isso significa? Para o médico Edgar Sobrinho, coordenador da UTI do HAB “o selo representa o reconhecimento público do Instituto Qualisa de Gestão e da Associação de Medicina Intensiva Brasileira (AMIB). Eles reconhecem que temos um serviço estruturado com segurança e a qualidade”, explicou.

Para celebrar essa conquista foi realizado um programa especial, repleto de homenagens. Iniciativas como a da psicóloga Tatiana Mineda foram mencionadas. Ela coordena o projeto “Cuidando do Cuidador”, que presta assistência psicológica aos colaboradores e a “Terapia Comunitária Integrativa”, que oferece apoio psicológico e espiritual para familiares e amigos de pacientes da UTI. “Foi uma emoção indescritível ser reconhecida por esses projetos que alcançam nossos colaboradores e os familiares de pacientes. Fazer parte de tudo isso é um presente”, declarou.

O orador da noite foi o pastor Leonino Santiago, que ressaltou a importância de todos nas conquistas da instituição. “O que você faz é importante, mas você é mais importante ainda. Cada conquista aqui mencionada só aconteceu porque você fez a sua parte”, ressaltou e convidou os colaboradores a aceitarem o desafio de fazer da hashtag #GenteCuidandoDeGente uma realidade. A cada parte do programa um grupo do HAB foi homenageado, “como peças de um quebra cabeça que são fundamentais e se fortalecem na união, assim celebramos as bênçãos de 2016. No início do ano estabelecemos muitas metas e agora encerramos o ano com gratidão, porque vemos a maioria delas cumpridas de forma surpreendente”, declarou Jackson Freire, diretor administrativo do HAB.

História – No HAB, o cuidado intensivo vem desde o inicio da história, mas na década de 60 foi aprimorado e na década de 80 foi reestruturado. E foi crescendo e se modernizando com o tempo. Nos últimos dois anos, foi implantado um modelo de gestão sustentável e uma gestão profissional. O HAB cresceu também na estrutura, o complexo de terapia intensiva que temos hoje possui 30 leitos e evoluiu em três etapas: a primeira em abril de 2014, a segunda em março de 2015 e a terceira em outubro de 2015. Em seguida, foram implantados protocolos que resultaram no aumento da satisfação do paciente e do colaborador. A avaliação reconheceu que a medicina intensiva atua no HAB com um processo estruturado de melhoria contínua, e com um plano de crescimento a curto, médio e longo prazo. “Nos empenhamos para oferecer o melhor às pessoas que passam por momentos difíceis. Mas, vamos além e falamos de esperança, porque nós queremos mais que isso, queremos um lugar onde a terapia intensiva não seja necessária. Por isso, estamos animados e por meio do nosso trabalho assistencial queremos multiplicar a esperança em 2017”, concluiu Markus Barcellos, diretor médico do HAB.


Notícias Relacionadas:

Diene Vinagre aprovou o novo espaço e elogia a iniciativa de criar um ambiente lúdico para as crianças.

Hospital reinaugura posto pediátrico com conceito de humanização

O Hospital Adventista de Belém (HAB) revitalizou o posto de enfermagem pediátrico valorizando o conforto e bem-estar das crianças que ficam internadas. O ambiente moderno possui 12 apartamentos-leitos, além...

A campanha divulgou os principais fatores de risco.

HAB realiza ações em prol da campanha Setembro Amarelo

O suicídio é uma das principais causas de mortalidade no Brasil e no mundo. Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. Esse...