0800 723 0022

     
slide 1


Depoimentos

Hospital Adventista realiza campanha em combate ao Suicídio :

Data: 7 de novembro de 2016 - Categoria: Hospital, Recursos Humanos, Saúde

img-20161016-wa0033

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 9 em cada 10 casos de suicídio poderiam ser evitados. O dado alerta para a importância da prevenção que ganha força durante o mês de setembro. É que desde 2014 o mês tem sido marcado  pela campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio: o Setembro Amarelo. Em apoio a essa campanha, o Hospital Adventista de Belém realizou um evento para os colaboradores. Na ocasião, a psicóloga Sara Faria e o psiquiatra Wagner responderam perguntas sobre da realidade do suicídio e suas formas de prevenção.  O evento aconteceu em forma de uma mesa redonda e finalizou com uma abordagem espiritual feita pelo pastor Kleber Martins, capelão do HAB. “Precisamos ter esperança em Deus e falar da nossa esperança às outras pessoas”, destacou.

Segundo a psicóloga, dentre os principais fatores de alto risco de suicídio estão a tentativa premeditada e ativamente preparada e a ideação suicida verbalizada. Além disso, outros fatores precisam de alerta como: crise vital próxima, luto, cirurgia iminente ou dissolução de um relacionamento amoroso, histórico familiar de suicídio e intoxicação por álcool ou droga. “É necessário estarmos atentos a quem está à nossa volta e apresenta alguns desses sinais. Geralmente evitamos tocar no assunto, mas falar é a melhor solução, como incentiva o tema da campanha”, explicou.

Dicas ajudar a quem precisa:
Olhe e ouça o outro (não considere que seja bobagem o que está sendo dito e escrito);
Observe o que as pessoas estão postando nas redes sociais.
Converse com a pessoa e caso verifique ideias, desejos e intenção de suicídio; encaminhe-a para acompanhamento médico e alerte a família dela. Quando não tiver contato com a pessoa, ou não souber como abordar o assunto, pode utilizar um recurso disponibilizado pelo CVV em parceria com o facebook: clica em denunciar >suicídio > CVV (o centro de valorização pela vida fará contato com a pessoa).

Dicas para quem está em tratamento:
Use a medicação corretamente e se possível faça psicoterapia;
Relacione-se com seus familiares e amigos. Num mundo em que cada vez o isolamento aumenta, é necessário que as pessoas encontrem nos relacionamentos familiares e amigáveis o acolhimento, a aceitação mútua, o respeito e a valorização.

Texto: Bárbara Alves – Psicóloga


Notícias Relacionadas:

Diene Vinagre aprovou o novo espaço e elogia a iniciativa de criar um ambiente lúdico para as crianças.

Hospital reinaugura posto pediátrico com conceito de humanização

O Hospital Adventista de Belém (HAB) revitalizou o posto de enfermagem pediátrico valorizando o conforto e bem-estar das crianças que ficam internadas. O ambiente moderno possui 12 apartamentos-leitos, além...

A campanha divulgou os principais fatores de risco.

HAB realiza ações em prol da campanha Setembro Amarelo

O suicídio é uma das principais causas de mortalidade no Brasil e no mundo. Segundo a Associação Brasileira de Psiquiatria, 9 em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. Esse...