0800 723 0022

     
slide 1


Depoimentos

Saiba mais sobre Dengue e a Febre Chikungunya:

Data: 2 de março de 2015 - Categorias: Destaque e Prevenção.


th-2

Na época das chuvas qualquer lugar que acumula água parada pode se transformar em criadouro para mosquito da dengue. E, atualmente, não é só por isso que o cuidado deve ser dobrado. O mosquito Aedis Egypti também tem transmitido a febre Chikungunya. Segundo a infectologista do Hospital Adventista de Belém, Eliane Fonseca, “a principal diferença entre as duas doenças é que na dengue o paciente tem mais dores musculares, já na febre Chikungunya o tempo da doença é maior e o paciente sente muito mais artralgias (dores nas articulações), com febre mais prolongada”, explicou.

 Outra diferença é que a dengue apresenta mais riscos de hemorragias. Alguns sinais mostram que a doença pode piorar: “vômitos que não passam, dores abdominais que não melhoram com o medicamento, sonolência, pele úmida, pegajosa e desmaios”, alertou a médica. “Na presença desses sintomas o médico deve ser procurado imediatamente”, completou Dra. Eliane.

O tratamento dessas doenças é semelhante: hidratação, ou seja , ingestão de bastante líquido e medicamentos para o alívio da dor, sendo que os anti-inflamatórios devem ser evitados já que eles facilitam sangramentos. Como as doenças são parecidas, o paciente deve procurar atendimento médico assim que apresentar os primeiros sintomas para que seja feito um diagnóstico corretamente.

A melhor forma de prevenção é evitar a água parada, já que o mosquito transmissor é o mesmo. “O ideal é não deixar acumular água, colocar as garrafas com a boca para baixo, manter a lixeira fechada, limpar calhas e reservatórios, pois até tampinhas de refrigerantes ou lixo que acumule água pode fazer com que o mosquito se multiplique. E não esquecer de colocar areia nos pratinhos dos vasos”, informou a médica.

 Em Janeiro deste ano, o Brasil já registrou um aumento de 57% dos casos de dengue em comparação ao mesmo período do ano passado. Um dado que alerta para a importância de se evitar a proliferação dos mosquitos causadores dessas doenças.


Outras Dicas:

images-6

Frequência Cardíaca e a sua saúde

Iniciar a tão sonhada rotina de exercícios para sair do sedentarismo é o foco de muitas pessoas todos os dias. No entanto, é preciso ter alguns cuidados para que...

diferenças-entre-sinusite-e-rinite

Rinite e sinusite: como diferenciar?

As mudanças no clima impactam a nossa saúde, nos deixando mais sensíveis a algumas enfermidades. Outros fatores como baixa umidade e maior incidência de poeira também ajudam a abrir...