0800 723 0022

     
slide 1


Depoimentos

O bom uso da mochila para a saúde!:

Data: 10 de fevereiro de 2015 -

Todo início de ano, com a volta às aulas, é comum a preocupação dos pais com o peso da mochilas e as colunas das crianças e adolescentes. Por isso, conversamos o com o Ortopedista do Hospital Adventista de Belém, Dante Giubilei, especialista em coluna, que relacionou algumas dicas para o uso correto da mochila escolar. Fique atento:

  • O peso total da mochila não deve ultrapassar 10% do peso do aluno, por exemplo, se a criança pesa 40 quilos o peso da mochila deve ser no máximo de 4 quilos;
  • As mochilas de duas alças são mais recomendadas, pois elas distribuem melhor o peso e ajudam a centralizar o acessório nas costas da criança. Além disso, prefira as alças acolchoadas, pois são mais confortáveis;
  • Os modelos com poucos bolsos oferecem menos chances das crianças carregarem objetos desnecessários;
  • Preste atenção na largura da mochila, ela não deve ultrapassar a largura do dorso da criança;
  • Os adolescentes devem usar as duas alças para carregar as mochilas no centro das costas. Usar em um ombro só pode até ser mais estiloso, mas pode causar problemas sérios na coluna;
  • O fundo da mochila deve ficar apoiado na curva da lombar. O ideal é que não fique mais de 10 centímetros abaixo da região da cintura.

 

CERTO_ERRADO

Além das recomendações acima, é importante ajustar as alças nas costas e ombro do seu filho para que o acessório se adapte totalmente e fique encostado, sem folga, na coluna lombar. A mochila solta nas costas pode puxar o corpo para trás e forçar os músculos, além de fazer as crianças e adolescentes curvarem os ombros para facilitar o equilíbrio. Em caso de dores, procure um médico.

 

 


Outras Dicas:

images-6

Frequência Cardíaca e a sua saúde

Iniciar a tão sonhada rotina de exercícios para sair do sedentarismo é o foco de muitas pessoas todos os dias. No entanto, é preciso ter alguns cuidados para que...

diferenças-entre-sinusite-e-rinite

Rinite e sinusite: como diferenciar?

As mudanças no clima impactam a nossa saúde, nos deixando mais sensíveis a algumas enfermidades. Outros fatores como baixa umidade e maior incidência de poeira também ajudam a abrir...